InicialMulheresFotos de mulheres mortas mulher procura homem hoje

Como as mulheres paquistanesas são punidas por se apaixonarem

Fotos de 60643

Em um país que luta para preservar suas tradições tribais, as mulheres paquistanesas enfrentam a brutalidade — e até a morte — caso se apaixonem pela pessoa errada. Arifa, de 25 anos, enfrentou sua família e fugiu com o homem que amava, com quem se casou em segredo. Eles levaram Arifa e passaram-se cinco dias até que seu marido, Abdul Malik, tivesse notícias dela. Fim do Talvez também te interesse. Séculos se passaram, o mundo fez tanto progresso — homens chegaram até os céus. Mas nossos homens ainda seguem tradições e costumes da Idade das trevas, diz. Leia mais: Paquistanesa sobrevive a emboscada do pai para viver romance.

Polícia já prendeu dois homens suspeitos de envolvimento nos crimes

Ele gostava de matar com facadas e estrangulamento. Confira, a seguir, o que eles acertaram e o que eles inventaram sobre o maníaco. É vida um truque: ele a domina e a joga para dentro do veículo. Mentira Quem usava a técnica do gesso falso era outro maníaco norte-americano, Ted Bundy. Mentira A polícia nunca sequer achou os corpos das mulheres mortas por Gein. Isso porque ele os mantinha em casa, usando-os para fazer objetos pessoais macabros, como canecas, cintos, puxadores de cortinas…. Verdade A casa de Gein era um inferneira, com corpos espalhados e um faro podre que podia ser sentido a distância. Mas nada de poço: esse detalhe veio de outro serial killer, Gary Heidnik.

Como foi o ataque em Saudades

Cidades Do R7. As idades variam de 13 a 29 anos. Elas foram vítimas de criminosos que ainda podem estar a solta pelas ruas. Em todos os casos, um homem chega de moto e aborda a vítima. Em seguida, o criminoso atira e foge sem levar nada. No dia seguinte, Beatriz Cristina de Oliveira, de 23 anos, também foi assassinada. No entanto, indícios apontam para mais de um criminoso, segundo a polícia. Ana Maria Victor Duarte tinha 26 anos e era assessora parlamentar.

Em destaque

A cada dois minutos, uma mulher é vítima de violência doméstica no Brasil. Relembre os principais casos que ocorreram em setembro e em agosto. O suspeito teria entrado em um veículo com um coquetel e colocado incêndio no carro. Ela morreu nesta segunda-feira Andressa Soares, de 20 anos, Ingrid Rocha, de 19 anos, e Stefani Rocha, de 15 anos, foram mortas a tiros. Ela foi encontrada em um município a 75 km de Bariri, mortadepois de ter aceitado a ajuda de um homem para trocar o pneu. Ele foi preso quatro dias depois de torturar e aviar Angélica. Os dois filhos do par presenciaram o crime. A vítima, atingida no tórax, foi socorrida por uma equipe do Corpo de Bombeiros e estava a caminho do Hospital M'Boi Mirim quando morreu.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here